Share
View previous topicGo downView next topic
avatar
Posts : 3
Join date : 2017-03-07
View user profile

[FICHA] Leonardt Lauren

on Tue Mar 21, 2017 5:54 pm
Leonardt Laurenthell Lanritz Von Landerberg

Raça: Human              Sexo: M         Idade: 26
Profissão: Bioarcane Zoologist; Self-entitled Alchemist

     
Fanfic:
   
- Solsticio de Verão;
   Dia 18
Verdes, fétidos e mal humorados, poderiam passar-se por Goblins avantajados verticalmente desconsiderando que, diferente de seus possíveis primos, seu aspecto grosseiro é proporcional a sua brutalidade e grau de perigo.
Trolls são criaturas realmente fascinantes, não por seu aspecto cultural ou capacidade intelectual, mas por sua estrutura corporal exótica e capacidade regenerativa.
Em uma de minhas viagens, passarinhos me contaram sobre uma emboscada que os nativos estavam planejando contra um troll particularmente problemático.
Como nunca havia visto um em ação, resolvi me camuflar em uma colina próxima e assistir ao espetáculo de longe. E de fato, que espetáculo aquele foi.
Um massacre horrendo, sem dúvidas; meu interesse, porem, foi especialmente despertado ao assistir a criatura tendo os membros mutilados varias e varias vezes, continuando a lutar como se não fizesse diferença ou simplesmente encaixando-os novamente.
Em um determinado momento, conseguiram, com muito esforço, o decapitar; que recreativo foi começarem a comemorar achando que causaram um golpe fatal, só para o corpo - e a cabeça, com mordidas e cuspes - continuarem a lutar.
Felizmente, após tal prova de sua impotência, partiram em retirada e pude começar a agir.
Confesso que sou um tanto egoísta quanto ao uso de meu sonífero caseiro, S.V.M, geralmente só uma gotinha em meus dardos é o suficiente; uma criatura magnífica dessas, porem,  talvez precisaria de uma dose um pouco mais generosa do que o habitual.
Com um dardo envenenado e uma besta de longo alcance, a criatura cai adormecida sem sequer saber o que a atingiu.
Tendo consciência de suas capacidades regenerativas, senti liberdade em suspender meus princípios de bioética; peço perdão a meus mestres e tutores, embora sei que fariam o mesmo.
Em um processo um tanto grotesco, me certifiquei de que a criatura não havia estruturas orgânicas adicionais, mexe um pouco aqui, um pouco ali e reconheço todos os órgãos em  seus devidos lugares como em humanos; acho uma pena, órgãos inesperados sempre facilitam meu trabalho de achar substancias reaproveitáveis.
Recorrendo a meus procedimentos padrões entediantes de coletar e testar amostras - queimar, congelar, jogar luz, jogar ácido, dentre outros. - reparei que o sangue da criatura, possuindo um aspecto de cola, reagia mal a temperatura, liquidificando-se ao ser rapidamente aquecido.
Utilizando meu próprio sangue em alguns tubos de ensaio, consegui perceber que seu sangue espesso, que antes não reagia de forma significativa ao meu, agora liquidificado passava a reagir, coagulando-o rapidamente.
Da mesma maneira, percebi que sua pele, regenerando-se em questão de segundos dos cortes que eu efetuava, agora cessavam-se de regenerar quanto feitos pelo mesmo bisturi aquecido.
Senti-me satisfeito com meu trabalho, havia achado o que vim procurar; coletei quantidades modestas de sangue para futura análise e apliquei o antídoto na criatura, teria mais alguns poucos minutos até que acordasse.
Notei que acabei fazendo uma grande lambança, mas como ele ainda estava vivo e perfeitamente estável ao fim disso, aceitei não seria uma falta de costura que iria mata-lo.
Já estava quase na vila quando o efeito do sonífero provavelmente se encerrou; para meu desapontamento, não fui questionado ao ir calmamente para meus aposentos com seis garrafas de cola vermelha e coberto de sangue.

   Dia 19
Nos próximos dias me dediquei a separar os componentes encontrados no sangue, terminando com uma pasta gelatinosa branca que teoricamente ajudaria na coagulação.
Voltei a mesma vila oferecendo meu extrato na esperança de conseguir cobaias. [s]In[/s]felizmente, sua carência de medicamente fez que o aceitassem abertamente.
Tomei cuidado para que não houvesse mortes, o que foi uma tarefa difícil quando os nativos se animaram e passaram a usar a substância em locais e formas quais eu não havia prescrito. Aprendi que meu extrato era um tratamento eficiente para hemorroidas.

   Dia 20
Cheguei à conclusão que quando severamente diluído e injetado, a pasta entra em estado dormente, acelerando a coagulação do indivíduo caso necessário.
Sem diluição, porem, o efeito é praticamente instantâneo e deve ser utilizado apena sem feridas externas e em contato com o ar para estancar hemorragias.
Em um infeliz incidente, aprendi que quando injetado sem diluição, ele se coagula e bloqueia a passagem de sangue ou enrijecesse permanentemente o músculo. Para evitar danos a longo prazo, uma vez que ainda desconheço como reverter tal processo, não tive opções além de amputar o membro que o velho senhor Louis tentou ressuscitar nesse procedimento.
Após ter aprendido tudo que podia, deixei alguns frascos em agradecimento e até hoje rezo pra que os tenham utilizado corretamente sem minha supervisão.

Dia 24
Ouvi boatos de Grifos em uma cidade a algumas luas ao norte daqui, minha caravana está programada para partir ao amanhecer.

º Arma:
Crossbow - Lauren's Pride
Heavy - Two-Handed - Range: Low/High - Damage: 1d4+Dex
" Uma besta pesada de duas mãos particularmente longa, feita sobe medida para tiros de longa distancia. "
Possui modo automático, onde age como uma besta normal, e um modo de Precisão.
Disparos no modo de precisão são silenciosos e [são feitos com vantagem/recebem +X em acerto] contra alvos a mais de 20m; é necessario gastar um turno rearmando a besta antes de cada disparo.




º Habilidades:
- Bioarcanezoologist.

Passive: Proficiency em Medicine e Stealth.
Leonardt tem fascínio por criaturas mágicas, obtendo prática em estuda-las.
Ao encontrar uma criatura, ele pode observa-la a distancia, rodando um 1d6 para adquirir informações; um roll por criatura diferente da mesma espécie, reroll caso obtenha um resultado já aprendido.
1 - Observação física aleatória
2 - Habitat.
3 - Alimentação.
4 - Reprodução.
5 - Forças.
6 - Fraquezas.


Caso uma criatura esteja morta ou desacordada por efeitos de seus venenos, é possível que ele a estude meticulosamente, escolhendo dois dos resultados para obter e, caso possível (bosses), adquirindo um novo extrato.
Um estudo meticuloso caracteriza-se pela possibilidade de adquirir fluidos, componentes (como escamas e penas) ou mesmo partes de órgãos/membros sem comprometer suas funções vitais.

- Bestial Bioalchemy
[Passive]: Leo pode criações poções ou encher dardos especiais com venenos e substancias previamente extraídas de criaturas mágicas.
Para sintetiza-los, é necessário um diluente (Cargas) e um extrato. (Efeito)
Diluentes são substancias comuns que podem ser fabricadas por ele; máximo de [5], recebe [1d4+1] cargas a cada descanso longo; podem ser comprados em cidades.
Extratos são substancias extremamente concentradas que exigem apenas gotas para terem efeito, não havendo a necessidade de repô-las frequentemente; são o principal componente para determinar o efeito da síntese.
O numero de cargas utilizado baseia-se no tamanho do inimigo, 1 para pequeno e médio e 3 para grande.


Extratos adquiridos:

[S.V.M]
Pó extrafino transparente que pode ser usado como um poderoso sonífero, forçando o alvo em um estado de sono profundo forçado e indiferente a dor por até 24 horas.
Curiosamente, a menos que seja diluído e injetado, essa substancia só é absorvida pelos tímpanos ou outras estruturas similares, o que tornaria seus resultados extremamente variáveis a capacidade auditiva de seu receptor.

Enquanto nesse estado, é possível que Leonardt estude a criatura meticulosamente sem riscos pra sí.
*Há um antídoto para encerrar o efeito após alguns minutos; alvos grandes só só afetados quando fracos e feridos.

[M.I.F]
Paralisante muscular que atinge o sistema nervoso, em grandes quantidades enrijece os músculos impedindo quaisquer movimentação.
Possui grande potencia, porem seu efeito dura poucos segundos e não permite a sensação de dor, sendo utilizado até de analgésico muscular em pequenas quantidades.
Apenas uma carga é o suficiente para qualquer tamanho, podendo utilizar duas para causar desvantagem no roll.

[O.B.E]
Substancia ácida que corrói rapidamente a pele e alguns tipos de metais e escamas; facilmente removido com água.
Em contato com o sangue, causa extrema irritação e dor generalizada, embora o grande incomodo, em baixas doses dificilmente é letal.

[T.T]
Pasta branca com aspecto de cola extraída e processada de sangue de Troll.
Pode ser passada diretamente sobre uma ferida ou hemorragia para a coagular; não deve ser injetada diretamente por causar bloqueio sanguíneo e muscular.
Quando bastante diluída e injetada, o efeito se torna latente no sangue, acelerando a regeneração de lesões atuais ou futuras.
View previous topicBack to topView next topic
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum